COMPARTILHAR

Remédios naturais estão ganhando muito espaço, inclusive em hospitais convencionais. Parece que – finalmente! – entendemos que o que vem da natureza é muito melhor para o nosso corpo! Já listamos aqui no The Greenest Post 10 tratamentos naturais (supersimples) para você cultivar no quintal, além de 35 plantas medicinais para não tomar remédio toda hora.

Agora o Brasil ganha seu primeiro Centro de Medicina Indígena da Amazônia. Batizado de Barserikowi’i, o local irá oferecer tratamento diferenciado para a população de Manaus e região, baseado na sabedoria milenar de nossos índios nacionais. Especialistas (também conhecidos como Kumu) de diversas etnias do Alto Rio Negro, que dominam o conhecimento do Bahsese (ou benzimento, na linguagem popular), participam da iniciativa.

O projeto, idealizado por João Paulo Barreto, da etnia tukano, doutorando em Antropologia pela Ufam (Universidade Federal do Amazonas), também engloba oficinas e palestras de culinária, línguas e cosmologia, com o apoio do Núcleo de Estudo da Amazônia Indígena da universidade.

“Estamos começando um trabalho, um modelo diferente daquele que a gente está acostumado a ver quando se fala de saúde, que é o modelo ocidental, de hospital. Aqui é um modelo pautado dentro dos nossos princípios. As pessoas vão ter a oportunidade de se tratar com as técnicas e as concepções indígenas,” explica João.

Para os pacientes entrarem no clima, a decoração é toda feita com artesanatos indígenas, com direito a mesa e bancos construídos a partir de madeira e palha. Inicialmente a consulta custará R$ 10, podendo variar de acordo com o tipo de enfermidade diagnosticada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira um comentário
Por favor, insira seu nome