Início Comportamento Emocionado fica Médico com simplicidade e humildade de mulher prestes a dar...

Emocionado fica Médico com simplicidade e humildade de mulher prestes a dar à luz pela primeira vez.

878
COMPARTILHAR
Aquilo que pode chamar de seu? E já considerou oferecer tudo a isso a outra pessoa?

É algo difícil de considerar, porque, ao ter muito ou pouco, sentimos que precisamos disso para viver, para conseguirmos nosso sustento e vivermos nossas vidas da melhor maneira possível.

No entanto, algumas pessoas realmente nos surpreendem. São tão humildes, tão gratas e tão puras, que não pensam duas vezes em oferecer tudo aquilo que têm como recompensa por apenas alguns momentos de companhia. O médico obstetra, Jhonatan Guimarães, de Campina Grande, na Paraíba, teve um encontro muito especial com uma pessoa assim recentemente.

Tratava-se de uma paciente grávida. Ela estava no dia de ganhar o bebê, e como era mãe de primeira viagem, sentia-se naturalmente ansiosa e insegura. Ela pediu para que Jhonatan ficasse ao seu lado por um durante o parto, e em troca ofereceu-lhe o que mais tinha de valor.

O médico ficou extremamente emocionado com a atitude de sua paciente, e decidiu fazer um relato sobre a experiência que “o roubou de si mesmo” e o fez refletir sobre a maneira como vive sua vida.

Ele compartilhou o relato em seu Facebook, a história viralizou e foi compartilhada pela doula profissional Christine.

A publicação no perfil da doula já tem mais de 150 mil reações e 37 mil compartilhamentos!
É uma história realmente muito especial e reflexiva! Você vai entender o motivo de tanto sucesso, assim que terminar de ler.

“O DIA EM QUE ME ROUBARAM DE MIM
Ontem, em mais um plantão de rotina na Maternidade de Campina Grande PB, fui roubado de mim.

E quando eu consegui perceber isso, fiquei perplexo. Cheguei à maternidade às 18:35 e dei início a mais um plantão que tinha tudo para ser iguais aos outros, se não fosse por tamanho roubo. Fiquei encarregado de fazer a evolução de Fernanda, grávida, em situação sócio-econômica bem complicada.

Apresentei-me para ela e disse que naquela noite eu a acompanharia. As horas passavam como um trem bala. O hospital estava cheio! Porém, nessa rápida passagem das horas, eu pude conhecer um pouco mais da história de Fernanda e, posteriormente, fiquei perplexo, mas sentindo uma felicidade plena, jamais sentida.

Fernanda teria seu primeiro filho naquela madrugada, e no meio da nossa longa conversa tive o privilégio de conhecê-la. Seria mãe aos 23 anos, solteira, e que TODA sua renda vinha do campo, da plantação de frutas. É agricultura na sua “terrinha” que cultivou atrás da sua própria casa. Estava em trabalho de parto há cerca de 6 horas e, a medida que a hora passava, ficava um pouco assustada, pois as dores aumentavam e a insegurança também.

Fiquei ao seu lado nesses momentos e pude vivenciar uma das coisas mais maravilhosas que vivi nessa vida de meu Deus.

Eu pude ouvir a seguinte frase: “Doutor, você me faz um favor, eu tô com muito medo e queria que o senhor ficasse aqui até Ivy nascer e eu PROMETO trazer um caixote de JACAS para sua família, amanhã, logo cedo, não é muito, MAS É TUDO QUE EU TENHO.”

Aquela mulher me roubou de mim. Naquele instante, eu me senti anestesiado, não sentia meus pés.

As minhas mãos, segurando as dela, ficaram trêmulas e pude sentir a minha própria saliva indo embora, boca seca. Entrei num processo de autoanálise e me deparei com a escuridão.

Com a escuridão do egoísmo, da auto satisfação, da não divisão com o semelhante, de ser insuficiente. Eu, naquele momento, não fui mais o mesmo, eu fui roubado de mim.

Meu plantão acabou, fui para minha casa e pensei: “Em que eu tenho dado TUDO que tenho?.”

Cheguei à conclusão de que darei TUDO que tenho a muitas “Fernandas” que precisam de mim.”

Que experiência! São momentos como esse que têm o poder de mudar a vida da gente e nos tornar pessoas melhores. Esperamos que a história tenha tocado o seu coração.

Se gostou, deixe um comentário abaixo e compartilhe com seus amigos nas redes sociais!